Paulinho da Viola - Rumo dos Ventos

A toda hora rola uma história
Que é preciso estar atento
A todo instante rola um movimento
Que muda o rumo dos ventos
Quem sabe remar não estranha
Vem chegando a luz de um novo dia
O jeito é criar um outro samba
Sem rasgar a velha fantasia.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Zygmunt Bauman e a Pós-Modernidade

Contardo Calligaris: "Não quero ser feliz. Quero é ter uma vida interessante"

Leandro Karnal e a Utopia da Idade Perfeita