segunda-feira, 3 de maio de 2010

Sem medo - (Uma das minhas poesias prediletas)

O sol emite nenhum medo de ficar sem luz
A lua reflete nenhum medo da escuridão no frescor da noite.
As árvores não estão receosas de perder alguma ou todas as suas folhas,
Eles estão confiando no fluxo da generosidade da natureza.


As formigas não são obcessivas sobre as coisas que têm para fazer.
As águias não estão preocupadas com elas mesmas quando estão sem alimento.
O oceano dá-se ao céu, sem medo de ficar seco
Por que é então que eu estou receoso? Como sou diferente?




(Lion Goodman).

Nenhum comentário:

Contador de Leitura das Páginas - Counter All Hits (desde 31/06/2006)

Contador de Visitantes (de_18/08/2009_até_hoje)

Localização dos Visitantes (de_28/04/2010_até hoje)

Localização dos Visitantes do Antigo Blog (de 21 Agosto 2009 até hoje)