REFLEXÃO e MUDANÇA

Autobiografia em 5 capítulos
1) Ando pela rua
Há um buraco fundo na calçada
Eu caio
Estou perdido... sem esperança.
Não é culpa minha.
Leva uma eternidade para encontrar a saída.

2) Ando pela mesma rua.
Há um buraco fundo na calçada
Mas finjo não vê-lo.
Caio nele de novo.
Não posso acreditar que estou no mesmo lugar.
Mas não é culpa minha.
Ainda assim leva um tempão para sair.

3) Ando pela mesma rua.
Há um buraco fundo na calçada
Vejo que ele ali está
Ainda assim caio... é um hábito.
Meus olhos se abrem
Sei onde estou
É minha culpa.
Saio imediatamente.

4) Ando pela mesma rua.
Há um buraco fundo na calçada
Dou a volta

5) Ando por outra rua

Poema do Nyoshul Khenpo

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Zygmunt Bauman e a Pós-Modernidade

Contardo Calligaris: "Não quero ser feliz. Quero é ter uma vida interessante"

Leandro Karnal e a Utopia da Idade Perfeita