quarta-feira, 9 de novembro de 2011

para transportar bicicleta, bike, prancha e itens de mergulho

ESPECIAL FERIADÃO: As regras das cias. aéreas e uma seleção de malas para transportar bike, prancha e itens de mergulho


Por Pedro Sibahi | 08/11/2011 - Atualizada às 13:31

Cada companhia aérea tem as suas próprias regras para o transporte de bikes
Cada companhia aérea tem as suas próprias regras para o transporte de bikes
Foto: Matthew Kebbekus (Flicker CC)
1 
Vai fugir de avião no feriadão de 15 de novembro? Saiba então que cada companhia aérea possui regras próprias para o transporte de bicicletas, pranchas e equipamentos de mergulho. A seguir, compilamos as políticas das principais empresas que atuam no Brasil. E nas próximas páginas, reunimos uma seleção de malas, bolsas e cases para despachar com segurança seus brinquedinhos.

ENTENDA
Medida: as companhias medem o tamanho da bagagem em centímetros lineares. Ou seja, comprimento + largura + altura (e não em volume, que seria comprimento x largura x altura).
Despachar: todas as bagagens grandes são despachadas na hora do check-in, ou seja, elas não vão junto com o passageiro, mas em um compartimento separado no avião, ou até mesmo em outro voo.
Franquia: permissão de entrada ou saída de mercadorias com isenção de pagamento de impostos ou de controle aduaneiro.

TAM
Aceita bicicletas e pranchas de surfe despachadas dentro da franquia, ou seja, até 23 quilos somando todas as malas para voos nacionais ou até 32 quilos em voos internacionais. Caso o peso total ultrapasse a franquia, a empresa cobra, para cada quilo excedido, 0,5% do valor do preço da passagem, na tarifa mais alta do trecho viajado.

>>Bicicletas: despachadas somente com os pneus vazios, guidão alinhado ao quadro e sem os pedais.
>>Prancha de surfe: deve ter comprimento máximo de 274 centímetros; a empresa não aceita mais de três pranchas, independente do número de cases.
>>Equipamento de mergulho: cilindro de mergulho não entra na franquia (sempre será cobrada uma taxa de excesso de bagagem); só aceita cilindros de até 40 psi (libra por polegada quadrada).

Contatos: 4002-5700 (capitais) e             0800-570-5700       (demais cidades); www.tam.com.br.

GOL
Aceita equipamentos dentro da franquia de 23 quilos por passageiro para voos nacionais e 32 para internacionais, somando todas as bagagens despachadas. Para cada quilo extra à franquia, a companhia cobra 0,5% do valor da tarifa econômica do trecho viajado.

>>Bicicleta: a companhia “recomenda” que elas sejam despachadas dentro de embalagens próprias, de acordo com a preferência do passageiro.
>>Prancha de surfe: idem acima.
>>Equipamento de mergulho: idem acima; a empresa também recomenda levar o equipamento desmontado e o cilindro de ar vazio.

Contatos:             0800-704-0465      ; www.gol.com.br.

AZUL
Também aceita equipamentos esportivos despachados dentro da franquia de 23 quilos em voos nacionais, somando todas as bagagens despachadas. Caso o peso total ultrapasse o valor da franquia, a empresa cobra 0,5% sobre o valor da tarifa do próprio voo por quilo excedido.

>>Bicicleta: a empresa não informa nenhuma especificação para transporte, mas é recomendável retirar os pedais, esvaziar os pneus, prender o guidão no quadro e utilizar uma embalagem de papelão ou sacola apropriada.
>>Prancha de surfe: a empresa não informa nenhuma especificação para transporte, mas é recomendável utilizar uma sacola apropriada.
>>Equipamento de mergulho: a empresa não informa nenhuma especificação para transporte, mas é recomendável levar o equipamento desmontado e o cilindro de ar vazio.

Contatos: 4003-1118; www.voeazul.com.br.

TRIP
O peso dos equipamentos esportivos também está incluído na franquia de 23 quilos por passageiro. Para cada quilo extra, é cobrado 0,5% sobre o valor da tarifa do próprio voo.

>>Bicicleta: idem Azul.
>>Prancha de surfe: idem Azul.
>>Equipamento de mergulho: idem Azul.

Contatos:             0800-722-8747      ; www.voetrip.com.br.

LAN
As franquias de bagagem da LAN, assim como as tarifas cobradas por excesso, variam de acordo com a rota. O custo em voos dentro das Américas é 120 dólares por bagagem extra de até 23 quilos.

>>Bicicleta: deve ter o guidão preso ao quadro e os pedais retirados ou ser embalada em algum material que proteja as outras bagagens. Não deve ocupar mais de 203 centímetros lineares.
>>Prancha de surfe: deve estar embalada em sacola apropriada e não deve ultrapassar 300 centímetros lineares.
>>Equipamento de mergulho: deve estar embalado ocupando até 203 centímetros lineares.

Contatos:             0300-788-0045      ; www.lan.com.

AMERICAN AIRLINES
Para despachar artigos esportivos, a empresa cobra 150 dólares por cada item despachado.

>>Bicicletas: só aceita bicicletas não motorizadas; os pedais precisam ser retirados e o guidão preso ao quadro, ou essas partes precisam ser embaladas com plástico-bolha; o quadro e rodas precisam estar embalados em sacola ou caixa específica para este transporte; se a bike tiver menos de 157 centímetros lineares e até 32 quilos, pode substituir uma das bagagens da franquia.
>>Prancha de surfe: aceita somente itens de até 32 quilos e 320 centímetros lineares; várias pranchas na mesma sacola contam como um item, se estiverem dentro dos padrões de peso e medidas.
>>Equipamento de mergulho: com o tanque de ar, o equipamento pode pesar até 32 quilos e vai contar como um item despachado; sem o tanque, pode ir dentro da bagagem normal, mas fique atento para o limite de peso; e o equipamento deve estar todo desmontado e o tanque vazio.

Contatos:             (11) 4502-4000       (São Paulo),             (21) 4502-5005       (Rio de Janeiro),             0300-789-7778       (demais localidades); www.aa.com.br.

TAP
>>Bicicletas: devem estar com os pedais removidos e com o guidão de lado, preso ao quadro; como alternativa, pode ser embalada em celofane ou outro plástico, ou colocada em uma caixa de papelão; em voos saindo do Brasil, uma bicicleta que ocupe até 158 centímetros lineares pode ser despachada dentro da franquia de bagagem; em voos intercontinentais, a empresa cobra 150 euros por equipamento.
>>Prancha de surfe: para transportar pranchas em voos domésticos, a companhia exige que o passageiro preencha uma Declaração de Transporte, disponível no site, que o equipamento esteja acomodado em um saco apropriado e que pese até 10 quilos; em voos intercontinentais, é cobrado 100 euros para cada saco.
>>Equipamento de mergulho: precisa estar desmontado e com o cilindro de ar vazio, e embalado de forma a ocupar no máximo 158 centímetros lineares; em voos intercontinentais, a empresa cobra 135 euros por equipamento.

Contatos:             0300-210-6060      ; www.flytap.com.br.

LUFTHANSA
A companhia alemã possui uma tarifa única baseada em peso e tamanho para trsnportar equipamentos em voos intercontinentais: equipamentos com até 15 quilos e 140 centímetros lineares custa 150 dólares; até 32 quilos e 200 centímetros lineares 250 dólares; até 50 quilos e 277 centímetros lineares 500 dólares.

>>Bicicleta: a empresa não informa nenhuma especificação para transporte, mas é recomendável retirar os pedais, prender o guidão no quadro e utilizar uma embalagem de papelão ou sacola apropriada.
>>Prancha de surfe: a empresa não informa nenhuma especificação para transporte, mas é recomendável utilizar uma sacola apropriada.
>>Equipamento de mergulho: deve estar desmontado e com o cilindro de ar vazio.

Contatos:             (21) 4700-1672      ; www.lufthansa.com.br.

AVIANCA
Os equipamentos esportivos são aceitos normalmente dentro da franquia de bagagem.

>>Bicicleta: o número de bicicletas transportadas em um voo é limitado a cinco, por isso, é necessário reservar espaço antecipadamente pela central de reservas; não há especificação para a embalagem do transporte.
>>Prancha de surfe: a quantidade de pranchas transportadas em cada voo é limitada a duas sacolas com duas pranchas cada, por isso, é necessário reservar espaço antecipadamente pela central de reservas.
>>Equipamento de mergulho: a empresa não informa nenhuma especificação para transporte, mas é recomendável levar o equipamento desmontado e o cilindro de ar vazio.

Contatos: 4004-4040 (capitais) e             0300-789-8160       (demais localidades); www.avianca.com.br.

IBERIA
Tem regras específicas para cada tipo de equipamento.

>>Bicicleta: para voos saindo e chegando ao Brasil, uma bicicleta pode ser carregada dentro da franquia de bagagem; há uma taxa de 120 dólares por bike extra; as mesmas precisam estar dobradas, com o volante virado e preso no quadro, pneus vazios e pedais desmontados; a companhia oferece embalagem de papelão específica para bikes por 20 euros.
>>Prancha de surfe: a empresa cobra 60 dólares por cada prancha transportada; o limite de tamanho delas é de 2,5 metros de comprimento; é necessário ligar reservando espaço no bagageiro.
>>Equipamento de mergulho: é cobrado 75 euros pelo transporte do conjunto completo, incluindo cilindro, que deve estar vazio.

Contatos:             (11) 3218-7130      ; www.iberia.com/br.

Malas e caixas para transporte de bicicletas



Thule Road Tripp 699 (case)
Esta caixa rígida de plástico da marca sueca de racks foi a mala-bike oficial da ultramaratona Brasil Ride. O modelo tem espuma interna, divisão para rodas e ferramentas e 119 x 77 x 26 de tamanho. Preço sugerido: R$ 1.600. www.thule.com.br

NorthPak Slim-BK 542
A mala-bike modelo Slim-BK 542, da marca mineira NorthPak, pesa 3,3 quilos, mede 128 x 80 x 32 centímetros e é feita de nylon com forro de poliéster. Preço sugerido: R$ 240. www.northpak.com.br

Curtlo Mala-Bike
O modelo de nylon da Curtlo tem bolsos laterais externos, para guardar as rodas de forma prática. Suas dimensões são 70 x 130 x 28 centímetros com a bike e 40 x 30 centímetros vazia e dobrada. Preço sugerido: R$ 351. www.curtlo.com.br

Solid Sport Extra
A empresa de Curitiba (PR) especializada em alforjes para cicloturismo e bolsas para câmeras fotográficas tem o modelo chamado Extra de mala-bike com bolsos laterais externos para as rodas e forro de espuma de alta densidade. O produto é feito de nylon e tem 125 x 100 x 26 centímetros de tamanho. Preço sugerido: R$ 350. www.solidsport.com.br

Pró Bike Bike Box (papelão)
A Bike Box é um modelo de baixo custo da Pró Bike, já que é feita de papelão. A caixa mede 110 x 74 x 29 centímetros e tem com suporte interno para acomodar rodas, garfos e catraca. Preço sugerido: R$ 64. www.probike.com.br

.

Nenhum comentário:

Contador de Leitura das Páginas - Counter All Hits (desde 31/06/2006)

Contador de Visitantes (de_18/08/2009_até_hoje)

Localização dos Visitantes (de_28/04/2010_até hoje)

Localização dos Visitantes do Antigo Blog (de 21 Agosto 2009 até hoje)